Monthly Archives

outubro 2015

Moda

A coleção de Lethicia Bronstein para Riachuelo já está à venda!

LethiciaParaRiachuelo

Você certamente já ouviu falar de Lethicia Bronstein. Se não ouviu falar, com certeza já viu alguma celeb brasileira usando uma de suas peças maravilhosas que misturam rendas, estampas e o que mais você imaginar. E agora a gente vai poder ter um legítimo L.B. pra chamar de nosso.

É que a estilista acabou de lançar sua coleção junto com a Riachuelo. Tem muitos looks de noite, vestidos de comprimento midi, camisas delicadas e até calças skinnys. O destaque vai para uma das estampas que imita renda, carro-chefe da parceria, e que foi desenvolvida especialmente para trazer sofisticação e delicadeza as peças.

Os preços são bem variados (e acessíveis), de R$49,90 a R$399,90, e as peças chegaram nas lojas na última sexta feira, dia 23.

Por Luciana Torres,
PHD em comida, drinks e cervejas artesanais e importadas.

Celebs, Moda

Balmain apresenta desfile em parceria com H&M

PostBalmain cópia

A gente tá na contagem regressiva desde que o estilista Olivier Rousteing apareceu com Kendall Jenner e Jourdan Dunn a tiracolo vestindo Balmain para H&M em maio desse ano. A parceria foi anunciada durante o MTV Video Music Awards e desde então, o mundo fashion está na expectativa pra saber cada detalhe das peças.

A coleção estará à venda a partir do dia 5 de novembro online e em 250 lojas da rede distribuídas por 61 países e o desfile de lançamento aconteceu ontem em Nova York e, claro, reuniu o time de modelos mais requisitado da atualidade além de várias celebs, vestindo H&M, claro, passando pelo red carpet. O evento ainda contou com um pocket show da boy band Backstreet Boys.

PostBalmain2

Ellie Goulding, Alexa Chung, Rosie Huntington-Whiteley, Diane Kruger e Kylie Jenner foram algumas das celebridades que marcaram presença no evento, além das faces que estrelaram a campanha da marca, Kendall Jenner, Jourdan Dunn e Gigi Hadid. A coleção também conta com peças masculinas e os preços variam entre $17,99 e $649,00 (sim, dólares)!!

HM-11-GQ-09Sep15_b_1445x878 cópia

FOTO: VOGUE PORTUGAL
Celebs, Lifestyle, Moda

Think Pink: Unindo moda com conscientização

PostThinkPink2

Claro que não existe época certa para lembrar de fazer aquele check up básico.. Todo dia é dia para se prevenir. Mas em outubro, as mulheres ganham uma forcinha pra não esquecer a importância do exame do toque. Durante esse mês é celebrado o outubro rosa, movimento popular de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra a doença.

Segundo o site da campanha, o Outubro Rosa no Brasil teve sua primeira ação em 2002, com a iluminação em cor de rosa do Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo. Em outubro de 2008, diversas entidades relacionadas ao câncer de mama iluminaram de rosa monumentos e prédios em suas respectivas cidades. Ao longo dos anos, várias marcas aderiram a campanha criando produtos especiais que tem parte da renda revertida para o movimento. Lá na gringa, onde o Outubro Rosa teve início, a modelo Kate Moss estrela a campanha da linha de lingerie desenvolvida pela estilista Stella McCartney em tons de rosa especialmente para este mês.

Aqui no Brasil, fizemos uma seleção de algumas marcas como a Dudalina que criou 12 modelos de camisas, que serão vendidas em todas as lojas da marca e cujo lucro das vendas será revertido a diversas instituições brasileiras que tratam do diagnóstico precoce e do câncer de mama. A Asics desenvolveu uma coleção com edições limitadas de dois de seus principais calçados que também terá parte da renda revertida para instituições de prevenção e combate à doença. Os lucros com as vendas do Suco Rosa Shock (que é composto por beterraba e manga, ricos em nutrientes anticancerígenos e que evitam a produção de radicais livres) no Hortifruti será destinado a doações.

kate-moss-strips-for-stella-mccartney-breast-cancer-awareness-campaign-01 cópia

Coleção de lingerie desenvolvida pela estilista Stella McCartney

O movimento inspirou a criação da campanha Rosas de Outubro da Mahogany, na qual 1% das vendas dos produtos das linhas de rosas da marca será doado ao projeto De bem com você – A beleza contra o câncer. Já a Clinique promove a venda do Chubby Stick, na cor Plumped Up Pink com uma nécessaire que leva o laço da campanha e toda a verba arrecadada com a venda do cosmético deluxe, é destinada a programas do Grupo Brasileiro de Estudos do Câncer de Mama (GBECAM), que dedica-se a estudos e tratamentos da doença.

Para as leitoras que estiverem de passagem por São Paulo, o Cosmopolish Nail Bar lançou a campanha Viva o Rosa! em uma super parceria com a Impala onde serão oferecidas à cliente as quatro cores de esmalte selecionadas como sugestão para usar naquele dia. A consumidora que aderir à campanha elegendo um dos tons de rosa leva o esmalte escolhido para casa. Pra finalizar, quem quer ajudar, gastando menos e se deliciando, a Cacau Show destinou parte da renda arrecadada com a venda de suas trufas de iogurte de morango para o Hospital de Câncer de Barretos.

Mesmo com tantos produtos e divulgação de campanhas, a mensagem final desse post é : SE TOQUE. A prevenção ainda é a melhor forma de combater o câncer. E pra finalizar, sugiro a leitura desse texto (clique aqui para ler) publicado no site do Hospital Geral de Fortaleza (HGF) pelo meu pai(drasto), Dr. Ricardo Montefusco, médico mastologista do local .

DIY, Gastronomia

DIY: Muffins de banana com chocolate

IMG_1583-Cópia-1024x683 cópia

Tem dias que pedem (gritam): Comfort food!!! Seja porque você teve um dia difícil, seja porque você está de repouso forçado em casa por ordens médicas e precisa de algo pra acompanhar seu cafezinho enquanto relê toda a série Harry Potter…não importam seus motivos, esses muffins não vão te deixar na mão. Eu vou falar um enorme clichê agora mas é verdade: O único perigo deles é comer demais. Sério, faça e distribua (by the way, não segui meu próprio conselho, eu e o Rodrigo comemos todos os muffins em 3 dias, foi vergonhoso hahaha). Pra completar é uma das receitas mais fáceis que eu conheço e se você precisa de mais um empurrãozinho leva banana e óleo de côco na receita então eu considero “semi-saudável”.

Muffins de banana com chocolate.

Ingredientes:

  • 2-3 bananas madurinhas.
  • 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo.
  • 1 ovo.
  • 3/4 xícara de açúcar (usei o cristal porque era o que tinha mas pode usar demerara).
  • 1 col. de café de fermento em pó.
  • 1 col. de café de bicarbonato de sódio.
  • 1 pitada de sal.
  • 1/3 xícara de óleo de côco.
  • 1/2 xícara de chips de chocolate 60% cacau (ou chocolate picado em pedacinhos).

IMG_1563-1024x819 cópia

Amasse as bananas num recipiente e misture o açúcar, depois o ovo, adicione o óleo de côco e misture bem. Num outro recipiente misture a farinha, sal, fermento e bicarbonato e por fim coloque a mistura de banana e os chips de chocolate mexendo até ficar uma massa uniforme. Unte a fôrma de muffins, divida a mistura na fôrma e coloque para assar em forno pré-aquecido à 180 graus por 20-30 minutos ou até que um palitinho enfiado no maior muffin saia seco.

Espero que vocês gostem, esses muffins ficam molhadinhos e fofinhos e resistem bem a pelo menos 3-4 dias fora da geladeira. Beijos! Boa semana!

Por Natasha Nogueira,
arquiteta que nas horas vagas curte cozinhar e curtir o lar com o marido.

Cinema

Sessão Pipoca: Seleção de filmes para o Dia das Crianças no Netflix

filmes-para-ver-criancas_8 cópia

Outubro já chegou e com ele vem aquela nostalgia dos tempos de infância. Dá uma saudade da época em que o dia 12 representava muito mais do que um feriado (a.k.a. descanso da labuta diária)! Se você também está no grupo daqueles que não ganham presentes nem doces, não precisa ficar triste: neste post especial de Dia das Crianças aqui do blog vamos te presentear com uma seleção de filmes disponíveis no Netflix para despertar a criancinha que mora aí dentro de você. É, o nosso serviço de streaming favorito não nos deixará na mão!

Que tal um clássico? Mary Poppins é um daqueles filmes que marcam o expectador. O longa conta a história da personagem-título (Julie Andrews), uma babá que cai literalmente do céu para colocar ordem nos indisciplinados Michael (Mattew Garber) e Jane (Karen Dotrice). Com seus métodos inovadores, Mary consegue encantar as crianças e causa uma reviravolta na rotina da família Banks. O musical tem uma fotografia encantadora e foi alçou a até então desconhecida Julie Andrews ao estrelato. O sucesso de crítica foi tamanho que rendeu à estreante o Oscar de Melhor Atriz.

A próxima dica é a saga Como Treinar Seu Dragão. Os dois filmes contam a história de Soluço, um garoto viking que resolve desafiar o costume local e decide dar um basta na guerra entre vikings e dragões. Ao lado do dragão Banguela, ele se envolve em várias aventuras para tentar provar ser valor perante seu povo. Essa é uma das mais belas produções da Dreamworks, uma franquia que traz uma importante mensagem de inclusão e empoderamento. Se você tem crianças em casa, é uma ótima oportunidade para ensinar importantes valores, mostrar que ser diferente é ok.

Finalmente, não poderia deixar de indicar um dos meus filmes favoritos: A Fantástica Fábrica de Chocolate. Essa produção libera nossos instintos infantis mais reprimidos, afinal, quem não gostaria de passear num lugar cheio de doces e guloseimas? O garoto Charlie (Peter Ostrum) vem de uma família humilde e ganha a grande chance de sua vida ao encontrar um bilhete que lhe rende uma visita à fábrica do misterioso Willy Wonka (Gene Wilder). Contudo, ao embarcar nessa jornada, ele percebe que muitas coisas estranhas podem acontecer nesse lugar tão doce. O filme original é de 1971 e foi um sucesso de público e crítica, sendo indicado a 1 Oscar (Melhor Trilha Sonora Original).

O cinema tem esse poder de nos levar a outros lugares e nos transportar pelo tempo. O mais importante é não perder o contato com a criança que vive dentro de você. Aproveite o feriadão pra relaxar e lembrar-se daquelas experiências cinematográficas que te encantaram. Gostaram das dicas? Qual filme marcou a sua infância? Comenta aí!

Música

Playlist: In Taylor we trust <3

PlaylistBlog

Taylor Swift divulgou ontem na sua conta pessoal do Instagram uma lista com 11 músicas que, segundo a cantora, “irá deixar sua vida mais maravilhosa”. E como enfatizou minha fotógrafa Luciana Torres: Se Taylor diz, eu acredito. Pensando nisso, a gente correu pra criar uma playlist com todas as músicas indicadas no Spotify pra quem quiser escutar.

O bom nessa história toda é que nos empolgamos com essa idéia, afinal, música praticamente move minha vida e é algo que estou em contato 24/7. Por conta disso vamos firmar o compromisso de mais playlists aqui no blog. Ou seja, vai ter playlist mensal SIM (será que consigo?? haha)! :)

E pra começar bem, já pode seguir e ouvir a primeira de muitas In Taylor we trust <3 (basta clicar nesse link)

Sem Título-1 cópia

FOTO: REPRODUÇÃO INSTAGRAM
Moda, Roupa do Dia

Look do dia: Listras + Floral

_MG_0521edit700

O look de hoje na verdade já é bem antiguinho mas eu amo e continuo usando muito.. Por um acaso fotografei e esqueci de postar. Eu amo mix de estampas, vocês devem perceber isso já que deve ser o tipo de produção que mais mostro por aqui. Como o look tem muita informação combinei apenas com acessórios mais cleans.

A cropped e a saia midi são da Augustana Store, loja online que descobri e amei!! De bijoux, “apenas” um maxi colar em ouro velho da Metally combinado com óculos Ray Ban. Nos pés, sandália plataforma da Schutz, minha queridinha quando tenho que escolher um saltão.

O melhor de tudo é que essa produção fica ótima também com uma rasteirinha deixando o look mais casual. Além disso, dá pra aproveitar muito bem cada peça separadamente para formar looks super fofos!

_MG_0526edit700

_MG_0534edit700

_MG_0539edit700

Foto: Luciana Torres
Decoração, DIY

DIY: Porta-lápis de couro!

IMG_1488-1024x683 cópia

Eu ganhei vários retalhos de couro natural de uma amiga, então aguardem alguns DIY’s com couro, no próximo vou mostrar como fazer minha nova paixão: Tassels coloridos! Mas hoje vamos fazer esse porta-lápis super fácil e que reutiliza latas vazias de tomate pelado (ou qualquer outra lata com tamanho compatível que você tiver). Adoro DIY’s que reutilizam coisas que geralmente iriam pro lixo. :)

Você vai precisar de:

-Retalho de couro (tem couro ecológico para vender em muitas lojas de tecidos para decoração).

-Tesoura.

-Cola permanente.

-Lata com tamanho compatível para porta-lápis.

-Régua.

-Caneta.

IMG_1489-1024x683 cópia

Primeiro meça a altura e circunferência da lata e desenhe no verso do couro o retângulo necessário para cobrir toda extensão da lata. Recorte, pingue a cola permanente no verso de todo o retângulo, principalmente nas bordas e cole em volta da lata com cuidado.

IMG_1525-1024x683 cópia

Pronto, só isso! Viu como é fácil?! E achei o resultado lindo, super chique! Dá pra ser da cor que você quiser e achei uma idéia super legal para fazer lembranças de festa handmade. Gostaram? Boa semana! Beijos.

Por Natasha Nogueira,
arquiteta que nas horas vagas curte cozinhar e curtir o lar com o marido.

Lifestyle, Música

ROCK IN RIO: VOLTE DUAS CASAS E TENTE NOVAMENTE! 

SetRIR_primeirofds0004 cópia

Ontem fez exatamente uma semana do encerramento da edição de 2015 de um dos maiores festivais do ano: O Rock In Rio. Esse foi o meu 2o ano de festival e ainda tenho minhas dúvidas se em 2017 estarei lá de novo (confesso que vai depender dos shows e da minha situação financeira pois, se pudesse, iria conferir os shows que seguem a rota para cidades vizinhas ao Rio).

Durante essa edição, escolhi ir em três dias: 19, 24 e 27. No primeiro dia, acredito que passei um dos maiores perrengues da minha vida. Acho que só perdi pra uma vez quando eu tinha 14 anos e tive que caminhar durante quase três horas debaixo do sol escaldante da Taíba. O acesso, não foi fácil. Pior ainda, não foi prático. Uma amiga que trabalha no Projac, que fica depois do Rock In Rio, tinha que pegar um ônibus voltando, passava pelo local do evento, até chegar no terminal, onde teria que pegar uma pulseira pra pegar o BRT e poder ir pro festival. Ufa!! Ah, ela teria que fazer isso, pois a única forma de ela conseguir voltar sem ter que andar mais de 2km era pelo BRT e só poderia entrar nele se tivesse uma pulseira que eles só davam pra quem pegava no terminal durante a ida. Moral da história: Ela tirou folga! 

A verdade é que tentaram “enfiar” o BRT nos cariocas e nos turistas (acredito eu, como estratégia para testar o transporte durante as Olimpíadas) mas não deu certo. Filas intermináveis e se você fugia dessa alternativa, tinha um longo caminho a pé depois de todo o cansaço do festival. No meu primeiro dia lembro que não tinha certeza se os dois shows incríveis que presenciei tinha valido a pena. Foi um ônibus, um BRT, outro ônibus e ainda andei durante 15 minutos na ida. Na volta andei mais de 2km, peguei um BRT e dois ônibus depois. Em 2013 peguei um ônibus para ir e dois para voltar! 

 SetRIR_primeirofds0187 cópia
SetRIR_primeirofds0159 cópia

Mas falando de show, no dia 19 foram dois inesquecíveis: The Script e Queen. Conheci The Script pelo meu house mate e saí fã da banda depois de vê-los ao vivo. Queen não tem palavras. É Queen. E Adam Lambert, a surpresa da noite, de surpresa pra mim não teve nada. Acompanhei e torci muito pro cantor durante sua passagem pelo American Idol (inclusive fiquei bem revoltada quando ele não ganhou). Pra mim, ele foi a escolha perfeita e o melhor, não tentou substituir ninguém. 

A melhor “invenção” do Rock In Rio funcionou: O fastpass. Super conhecido nos parques de diversões lá fora, o fastpass é uma maneira de evitar filas enormes. É só agendar o seu horário e passar sua pulseira em um leitor para confirmar. Simples e que deve continuar. Os brinquedos estavam beeem mais tranquilos esse ano. 

12086837_551020525053886_1041334318_n cópia
12071381_551021018387170_975812796_n cópia

Depois de todo o sufoco que passei no primeiro dia, fui o mais prevenida possível no dia 24. Estava com uma turma de 10 pessoas e obriguei todos a fazer e carregar o RioCard (que dava passe ao BRT). Tudo para correr o mínimo risco possível de dar errado. Por incrível que pareça a ida e a volta foram super tranquilas. Eles acabaram mudando o local de embarque do BRT e isso ajudou bastante, assim como o número de pessoas presentes nesse dia também ser bem menor. O que interessa é que a experiência foi incrível e fez com que eu tivesse vontade de voltar novamente em 2017!! 

Queens Of The Stone foi um dos melhores shows que já vi!. Nossa, que banda! Já conhecia bem de antes e escutava bastaaaante no meu Spotify. Mas o que mais me impressionei é que eles conseguiram ser bem melhores ao vivo. Parecia que tinha colocado o cd dos caras pra rolar em um sol milhões de vezes mais potente do que o que eu tenho em casa. Senti falta de algumas músicas mas nem tudo é perfeito. 

Aproveitei que não me importo muito com SOAD (sorry pra quem curte) e fui curtir a roda gigante. Já havia ido em 2013 sozinha durante a apresentação do John Mayer mas dessa vez foi diferente. Fui com o Ian e alguns amigos e só por isso já foi bem mais divertido!! Inclusive, além da roda gigante, esse ano consegui ir na tirolesa durante um preview do evento para convidados.

12027718_1048742578493927_5590110376619992869_n cópia
dia7_0180_copy cópia

Terceiro e último dia. Chuva, chuva, raios e mais chuva. Esse foi o resumo do dia 27. Mas parece que a dança do Cacique Cobra Coral fez efeito no último minuto e na metade do show do A-ha já não haviam mais vestígios de água (só muita lama). 

O transporte? Foi díficil, principalmente na volta quando já estávamos em uma fila pra entrar no ônibus às 4 horas da manhã e decidimos esperar o próximo para pegar um assento. E aí o que acontece? Um funcionário mal educado diz que se quisermos ir que fosse em pé, senão teríamos que ir para uma fila gigantesca pois não iriam mais parar ônibus onde estávamos (e que estava parando antes). Para ir confortável em um ônibus que te deixa e para do lado do evento custava R$70,00. Aí você se pergunta por que ficamos sem opção de transporte público decente ou acesso se pagamos caro em nossos ingressos. Acredito na estratégia para optarmos no ônibus Primeira Classe. Mas a verdade é que nem sempre dá pra pagar quase R$200,00 (meia-entrada) no ingresso de um dia mais um ônibus desse para cada dia que você vai ao festival. E é isso que eu acho que falta, compaixão com o público. Afinal, se você não é artista ou VIP (literalmente), você vai passar perrengue. 

E aí que acabou. A-ha incrível, lindos e fazendo eu relembrar minha infância enquanto meus pais escutavam várias das músicas que eles tocaram. Katy Perry, nem se fala.. Um espetáculo a parte. Sim, pela TV foi sofrido (assisti alguns dias depois) mas ao vivo foi perfeito do começo ao fim. 

 
12071595_551020535053885_870076905_n cópia
FOTOS: I HATE FLASH E ARQUIVO PESSOAL 

No final das contas, o Rock In Rio vale o ingresso mas ainda tem muito o que melhorar, principalmente no que diz respeito ao tratamento com o público. Houve falta de água, assaltos, tumulto nos banheiros, sem falar nessa velha mania de só vender cerveja. Porém é um festival com porte internacional, melhor do que muitos gringos por aí e que eu admiro muito e curto muito. Se eu vou em 2017? Não sei. Já vou ter 30 anos daqui pra lá e talvez esteja me sentindo muito velha pra sufocos. Mas não muito velha pra bons shows!! Vai que o mundo dá voltas e eu viro “a very important person”? Não custa sonhar! :)